quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Chá de folha de laranjeira

O João tosse imenso durante a noite. Detesta tomar o xarope. Os dias estão cinzentos. E quando saio para os buscar no final da tarde já escureceu. Voltamos para casa e acendemos a lareira. Preparo o jantar. Esperamos o pai chegar. Há brincadeira até nos dias que ele tem mais sérios. Ele está sereno. E por isso estou serena. Faço aquele chá que tomava nos dias de inverno junto à lareira com os meus pais e as minhas irmãs. Chá de folha de laranjeira. Tenho uma laranjeira quando olho a rua, da janela da cozinha. E tenho agora a lareira. E tenho agora a minha família. Tomei esta forma de pensar que é não pensar na vida. Não posso parar para admirar a demasiada felicidade nas coisas. Quero apenas os dias assim. Palavras, gestos, olhares com amor. Com amor. Outra vez amor.

4 comentários:

  1. Tens aqui um blog tão amoroso e simples. Não podia deixar de seguir um blog assim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado :) e eu também adoro ficar a conhecer as pessoas que me leêm. <3

      Eliminar